Like this post

Da vez primeira em que me assassinaram
perdi um jeito de sorrir que tinha…
Depois, de cada vez que me mataram,
Foram levando qualquer coisa minha.

Mario Quintana

Aqui jaz um grande poeta. Nada deixou escrito. Este silêncio, acredito, são suas obras completas.

Paulo Leminski.

Antes que a tarde amanheça
e a noite vire dia
põe poesia no café
e café na poesia.

Paulo Leminski

Um homem com uma dor é muito mais elegante. Caminha assim de lado, como se chegando atrasado, andasse mais adiante. Carrega o peso da dor, como se portasse medalhas. Uma coroa, um milhão de dólares ou coisa que os valha. Ópios, édens, analgésicos. Não me toquem nessa dor. Ela é tudo o que me sobra. Sofrer vai ser a minha última obra.

Paulo Leminski 

Eu sei que vai doer e que todos vão estar contra, mas eu vou estar segurando as pontas com você, porque afinal, o amor é isso, bater de frente com o mundo, mas não deixar de amar.

Tickets of Cassie.

cambaleei:

sou o eco

do teu silêncio;

cale-te, ouça-me.